Entre ou cadastre-se para ter acesso à Bíblia completa, ferramentas de estudos e buscas

  Página principal




Preparando-se para o fim dos tempos

Por Jorge Luis M. Castro, em 11/03/2018, 00:42h

Grande parte da Bíblia é profecia, e dessas profecias dizem respeito ao fim desta era e uma nova era gloriosa que se iniciará no retorno de Jesus Cristo.
Aproximadamente um quarto da Bíblia é de natureza profética. Grande parte deste material está profundamente ligado a eventos que mudam o mundo. A Bíblia é um livro, sem dúvida, atualizado e aplicável aos dias de hoje.
No que diz respeito às tendências e ocorrências da Terra, nenhuma seção da Escritura é mais aplicável ao nosso mundo do que a Profecia das Oliveiras, registrada em Mateus 24, Marcos 13 e Lucas 21. É aí que o próprio Jesus nos adverte a estarmos atentos ao nosso estado espiritual. Ele descreve e resume as condições e os acontecimentos que levarão a Sua segunda vinda. O que devemos fazer ou não fazer, à medida que esse tempo se aproxima?
Depois de descrever o estado terrível do mundo ao qual Ele retornaria, Jesus disse aos Seus discípulos sobre o tempo exato da Sua vinda, "Mas daquele dia ou hora que ninguém conhece, nem os anjos no céu, nem mesmo o Filho, mas somente o Pai " (Marcos 13:32).
Que não saberemos com certeza, não significa que devemos negligenciar a vigilância das tendências e condições mundiais e da nossa própria condição espiritual. Observe o que Jesus instrui no próximo versículo: "Olhai! vigiai! porque não sabeis quando chegará o tempo" (Marcos 13:33).
Ele então se comparou a si mesmo e sua segunda vinda a um homem que viajou para um país distante, deixou seus servos responsáveis por sua propriedade e pediu ao porteiro "ficar alerta" até retornar.
Então, Jesus Cristo dá sua advertência aos discípulos pela segunda vez. "Portanto, fique alerta, pois não sabe quando o dono da casa virá..." (Marcos 13:35).
Em seguida, Ele avisa Seus servos para não adormecerem no trabalho, seguido por um terceiro e último recurso, enfatizando a importância de sua tarefa. "E o que eu digo a você, eu digo a todos:"Seja alerta" (Marcos 13:37).
O relato de Lucas enfatiza nossa conduta pessoal, com Cristo nos advertindo para sermos diligentes em mantermos nossa casa espiritual e pessoal em ordem e nos mostra exatamente o tipo de distrações a evitar:
"Esteja em guarda, para que seus corações não sejam ponderados com a dissipação e a embriaguez e as preocupações da vida, e esse dia [do retorno de Cristo], vem sobre você, de repente como uma armadilha; por isso virá sobre todos os que habitam sobre a face da terra” (Lucas 21: 34-35).
A grande maioria das pessoas, diz Jesus Cristo, será surpreendida. Eles não serão espiritualmente alertas, muito menos conscientes, à medida que as condições e as tendências profetizadas se desenvolvam. Cristo quer que Seus servos evitem cair nesta armadilha.
Então ele nos diz em Lucas 21:36 : "Mas continue alerta em todo o tempo, orando para que possas ter força para escapar de todas essas coisas que estão prestes a acontecer e estar diante do Filho do Homem".
Em sua exortação em relação ao Dia do Senhor, o apóstolo Pedro pergunta: "Ora, uma vez que todas estas coisas hão de ser assim dissolvidas, que pessoas não deveis ser em santidade e piedade?" (2 Pedro 3:11). A ênfase é sobre a importância da preparação pessoal para a vinda de Cristo e ter uma maior atenção e antecipação desse evento.
Proteção para os servos de Deus
Um dos aspectos mais encorajadores deste assunto é saber que Deus prometeu cuidar de Seu povo durante esse período de turbulência mundial sem precedentes. Jesus disse que não há nada de errado em querer evitar sofrer os desastres do fim dos tempos. Na verdade, como vimos em Lucas 21:36 , Ele nos encoraja a estar alertas e conscientes, observando nosso próprio estado espiritual, bem como eventos e condições mundiais e orando sinceramente, seremos dignos de escapar da devastação que vem, se ocorrer durante nossa vida.
Assim como no dia de Noé, Deus proporcionará um caminho para que muitos dos fiéis sejam protegidos durante esses 3 anos e meio. Como Sofonias 2: 3 nos diz: "Buscai ao Senhor, todos os mansos da terra, que sustentaram a sua justiça. Busque a justiça, procure humildade. Pode ser que você esteja escondido no dia da ira do Senhor ".
Embora Satanás tente destruir o povo de Deus, Deus providenciará os meios para que muitos deles sejam poupados deste tempo perigoso (Apocalipse 12: 13-17). Jesus diz que Ele cuidará daqueles que o serviram fielmente durante esse tempo.
Ele diz a um grupo fiel no final: "Porque você manteve o meu mandamento para perseverar, eu também o guardarei da hora do julgamento que virá sobre todo o mundo, para testar os que habitam na terra" (Apocalipse 3: 10).
Em Apocalipse 7, os servos de Deus são selados e poupados das reviravoltas globais vindouras. "E vi outro anjo subir do lado do sol nascente, tendo o selo do Deus vivo; e clamou com grande voz aos quatro anjos, quem fora dado que danificassem a terra e o mar dizendo: Não danifiques a terra, nem o mar, nem as árvores, até que selemos na sua fronte os servos do nosso Deus" (Apocalipse 7: 2-3).
Quem são esses servos de Deus? Observe como o livro de Apocalipse os descreve. Eles são aqueles "que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus", aqueles "que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus" e "aqueles que praticam os Seus mandamentos" (Apocalipse 12:17; Apocalipse 14:12; Apocalipse 22:14).
O livro do Apocalipse mostra que aqueles que guardam os mandamentos de Deus e têm a fé de Jesus são o povo de Deus.
Contudo, infelizmente, a profecia revela que nem todo o povo de Deus será protegido durante o fim dos tempos. Cristo previu que parte de Sua Igreja no final não estaria espiritualmente pronta. Em Mateus 25 Sua parábola das 10 virgens mostra que alguns de Seu povo negligenciariam seu estado espiritual e não estavam preparados.
Ele conclui a parábola com esta advertência: "Observe, portanto, porque você não conhece nem o dia nem a hora em que o Filho do Homem vem" (Mateus 25:13). Consequentemente, quando o fim dos tempos começar, alguns dos povos de Deus serão protegidos contra as perseguições de Satanás, enquanto outros suportarão a fúria do diabo (Apocalipse 6: 9-11; Apocalipse 12: 14-17).
Um tempo para estar espiritualmente acordado
Embora o final dos tempos seja um período de problemas mundiais sem precedentes, também é o limiar do Reino de Deus. Paulo dá uma ótima perspectiva de como devemos nos preparar espiritualmente para esse tempo, independentemente de quando chegar:
"Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que aquele dia, como ladrão, vos surpreenda; porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas; não durmamos, pois, como os demais, antes vigiemos e sejamos sóbrios.
Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embriagam, embriagam-se de noite; mas nós, porque somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançarmos a salvação por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele.
Pelo que exortai-vos uns aos outros e edificai-vos uns aos outros, como na verdade o estais fazendo" (1 Tessalonicenses 5: 4-11).
Devemos ter grande conforto nas promessas de Deus e no conhecimento que Ele disponibilizou sobre o fim dos tempos. A boa notícia é que, se nos prepararmos espiritualmente, isso pode ser um tempo de confiança, esperança e alegria que conduz inexoravelmente ao Reino incomparável de Deus. Como Jesus nos assegura em Lucas 21:28 : "Agora, quando essas coisas começam a acontecer, olhe e levante suas cabeças, porque a sua redenção se aproxima".

1

Comentários

Nenhum comentário